quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Evento do Mês de Novembro - Projeto Acolher




Conheça mais sobre a  trajetória da Profª Drª Maria Inês:


Maria Inês da Silva Barbosa

Assistente Social; Mestre em Serviço Social; Doutora em Saúde Pública pela Faculdade de Saúde Pública da USP, com tese sobre racismo em saúde, reconhecidamente o primeiro trabalho sobre perfil de mortalidade da população negra no país.
Professora Adjunta IV aposentada do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), onde exerceu atividades de pesquisa, ensino e extensão na docência de cursos de graduação em enfermagem, nutrição, e medicina; de especialização em saúde da família, saúde da mulher, e saúde coletiva; e de mestrado em saúde coletiva. A experiência profissional também inclui a atuação em desenvolvimento comunitário, educação popular, e em serviços de saúde. A partir de 2003 integrou o quadro de servidores na gestão da Presidência da República. Atuou em diversas áreas da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – SEPPIR, sendo que em janeiro de 2007 encerrou as atividades como Subsecretária de Políticas de Ações Afirmativas. As atividades articularam diferentes segmentos da sociedade civil organizada, organismos internacionais, instituições públicas e privadas com o objetivo de institucionalizar a Política Nacional de Promoção da Igualdade Racial.
Entre 2007 e 2010 fez parte da equipe do Fundo das Nações Unidas para a Mulher – UNIFEM Brasil e Cone Sul, atual ONU Mulheres, coordenando o Programa “Incorporação das Dimensões de Gênero, Raça e Etnia em programas de combate à pobreza” em 04 países da América Latina, Brasil, Bolívia, Guatemala e Paraguai.
Em 2010 foi Pesquisadora Bolsista Colaboradora do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada – IPEA, na área de políticas de igualdade racial.
Entre 2010 e 2011 atuou como Assessora Regional para Diversidade Cultural e Saúde na Organização Panamericana de Saúde no escritório regional em Washington/EUA.
Em 2012 prestou consultoria em saúde da população negra para a Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde.
Atualmente é Consultora Nacional da Organização Pan-americana de Saúde no Brasil - OPAS/OMS, responsável pela supervisão técnica do Termo de Cooperação entre a OPAS e a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia.  
Ativista de movimento social e negro desde os 15 anos de idade.